Aposentadoria por Invalidez

O benefício da aposentadoria por invalidez é destinado somente para trabalhadores urbanos e rurais.

Por motivos de saúde ou acidente não conseguem exercer a sua atividade profissional remunerada de forma a manter o seu sustento, ou de sua família. Para ser ser declarado como trabalhador invalido, primeiramente terá que se sujeitar a uma avaliação de um perito da Previdência Social.

Só depois dessa avaliação é que consideram ou não se a pessoa tem condições para continuar ativo no seu posto de trabalho.

Aposentadoria por Invalidez INSS

Existem algumas condições que estão relacionadas com a aposentadoria por invalidez. Apenas podem receber o benefício os trabalhadores que já deram o seu contributo para a previdência social antes de se tornar invalido. Se o problema seja causado antes de começar a contribuir para a previdência social, não terá direito a pedir este beneficio. Só mesmo se o problema se agrave ao longo do tempo e que impossibilite que o trabalhador exerça qualquer profissão ao longo do tempo em que a enfermidade piora gradualmente.

A aposentadoria por invalidez não é constante pois o beneficiário tem que ser avaliado pela perícia médica a cada dois anos. E se for reconhecido pelos peritos da Previdência Social que o seu problema de saúde tenha sido curado, o trabalhador perde o benefício e terá que voltar ao ativo.

Uma das condições para ter direito a este benefício o trabalhador em questão, tem que ter contribuído por no mínimo 12 meses para a Previdência Social. Em caso de acidente, esta carência de 12 meses de contribuição não é necessária. Mas o trabalhador tem que estar inscrito antecipadamente na Previdência Social.

Os valores do beneficio diferem de acordo com a remuneração de cada trabalhador. O beneficio por invalidez corresponde a 100% do salário se o trabalhador em questão não esteja em auxílio-doença. O segurado especial (trabalhador rural) vai ter direito ao salário mínimo, se não contribuiu espontaneamente.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *